Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, novembro 15, 2016

Melania, a exemplar nova Primeira-Dama americana


Ainda os matarruanos portugueses, muitas vezes travestidos de jornalistas, comentadeiros, bloggers ou dragões cavernícolas não puseram os seus olhinhos gordos na nova primeira dama americana. Quando os puserem, aí é que eles vão gorgolhar de anafada prosápia, que, aí sim, a vitória de Trump é só mais valias para o mundo. E que a Europa ponha os olhos em tamanha dose de sofisticação. Não apenas a formosa dama tem um corpo, um cabelo, uma maquilhagem e uns vestidos estratosféricas como revela estar possuída pelo mais evoluído e avant garde espírito feminista.

Tão boa moça parece ser que até talvez o marido já tenha tirado a filha do sentido*.

Melania, a actual Madame Trump, com os sapatos de andar na rua em cima da almofada onde deita a cabeça



Tão boa como a melosa Melania (boa do ponto de vista intelectual, claro) é a decoração por onde desliza. Tudo dourado. Tudo. Que é para nenhum pelintra botar defeito.
Ouçamo-la no vídeo abaixo que aquilo ali é mesmo tudo só boas causas. O mundo pode respirar, tranquilo. Com esta primeira-dama, os Estados Unidos e, por consequência, a Europa e o resto do mundo, vão dar um salto quântico no que a qualidade de vida se refere. 
Se não têm dinheiro para enfeites da Parfois, não faz mal, encomendem jóias à Melania. (Atende na Casa Branca).


____

Já agora:

*  Donald Trump e Ivanka: Instintos incestuosos ou apenas um anormal de primeira água?




___

E tenham, meus Caros Leitores, uma saudável e feliz terça-feira.

_

1 comentário:

bea disse...

A senhora é toda ficção. Está certo, estamos, afinal, no mundo que implementou a indústria do cinema. Confere.