Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

terça-feira, agosto 09, 2016

Porque é que nudez feminina é bela e a masculina parece obscena?
- pergunto.
Comparem-se as fotografias do Orlando Bloom em toda a sua pujança com as da Gisele Bündchen, Cara Delevingne, Kate Moss ou Sara Sampaio,por exemplo, e percebe-se logo porquê.
Digo eu.


Agora que falei de coisas sérias, já cumpri a minha quota diária de preocupações sociais. Quem estiver nesse comprimento de onda, machismo, sexismo, marialvismo e coisa e tal, com a Hillary, coitada, a ilustrar a pachorra que algumas mulheres têm que ter para aturar tanta parvoíce, pode saltar já daqui para lá.

Aqui, agora, a coisa é mesmo estival. Com o calor que está, é natural que a gente tenha vontade de fazer como a outra que tirava a roupa toda em qualquer lugar. Mas já me estou a adiantar. Aliás, já me adiantei logo no título.

Ando preguiçosa, não me apetece falar de coisa puxada, só mesmo ligeireza. Escrevo uma bobeirinha qualquer e logo me refastelo no sofá enquanto dou uma circulada nas mundanices. E aí parece que só sou atraída para as silly coisas. Passei por um artigo que ensina uma mezinha para a Europa, ensinamento bom, cura garantida -- um euro elástico (e eu a ler aquilo e a lembrar-me que já em tempos aqui dei a receita para esta mazela de termos economias a velocidades distintas mas atadas com uma moeda única, e que era uma coisa também na base de um euro para os probrezinhos e um euro proteinado para os ricos) -- e, em vez de agora falar nisso aqui, mandei o Stiglitz seguir pela sombra e dei comigo a curtir com o furor que a nudez do Orlando Bloom anda a causar pelas redes sociais.

[E depois ainda quero que me levem a sério. Oh mulherzinha mais franzina dos neurónios...]

Provavelmente os meus Leitores mais eruditos não conhecerão o Orlando Bloom. Talvez conheçam o Orlando e o Bloom mas em separado, não este de que aqui falo, Orlando nome próprio, Bloom de apelido. Melhor, Orlando Jonathan Blanchard Bloom de seu nome completo. Só o nome impõe respeito e não é pelo tamanho, é mesmo pela pinta do mesmo.

Bom. Para que não pensem que, depois de ter visto as fotografias, vou descer do meu salto alto e tecer loas ao que aos meus inocentes olhos foi dado ver, começo por apresentar Orlando Bloom mostrando o que ele tem de melhor: a sua arte.


Dito isto, passo ao que agora importa. A nudez de Orlando Bloom. O garboso homem mostrou-se nu enquanto remava com a sua bela Kate Perry. Sobre as águas e no areal da praia. E a coisa impressionou de tal forma quem viu as fotografias que todo um movimento se gerou. A internet encheu-se de gifs e de outras animações, toda a gente mostrando o seu espanto ou a sua disponibilidade.


Claro está que, se me falam de hits facebookianos ou de gatinhos, românticos pôres-dos-sóis ou outros bichos móis, passo ao largo, não quero cá saber de coisecas dessas... mas, se a coisa derrapa para a desgraça, aí estou eu, logo em estado de prontidão (salvo seja - liberdades linguísticas, claro).

Ou seja, fui logo à procura.

Tive que penar um bocado já que lhe puseram milhares de maluqueiras a ver se lhe tapavam o sol com a peneira, desde beringelas a piratas zarolhos e sei lá que mais.


Depois, quando a coisa parecia que estava quase lá, está quieto, tapavam com filtrinhos desfocadeiros.

Orlando in full Bloom
(versão censurada)


Até que vi, tal e qual.

E imaginem: feita puritana, não sou capaz de aqui a pôr. Bem, não é apenas puritanice, é mais caridade. Sério. Não ia causar atrofia psicológica a alguns dos meus Leitores. Quem quiser que flip.

Mas, cabecinha pensadeira que sou, dei por mim a cogitar: cacete, por que raio de carga de água é que não me parece elegante colocar aqui um homem em toda a sua gloriosa nudez e não me ensaio nada de pôr fotografias de mulheres nuas? Nelas vejo uma estética que tem qualquer coisa de poético e neles vejo um descaramento que até pede punição. Porque será isto, senhores?

No post mais abaixo, toda eu moderninha e o escambau, que as mulheres aceitam papelinhos secundários e rebéubéu pardais ao ninho -- e depois, se for para mostrar o corpo de uma mulher nua, que sim, que é uma obra de arte e, se for para mostrar um corpinho bem feito de homem, está quieto, só filtrinhos e singelas beringelas. Não percebo.

Cara Delevingne


Gisele Bündchen


Kate Moss

Sara Sampaio


Então? E do belo Orlando Bloom nada...? - perguntarão vocês, já fartos de tanta infrutífera auto-análise.

Pronto. Vá lá. Uma de fato de banho e não se fala mais nisso. E é para não dizerem que me estou a armar em Asssunção Cristas a fingir que não aceita convites para ir à bola quando a gente está fartinhos de saber que também foi a França à pála. Eizi-o, ao belo Orlandinho aqui há uns dois dias, ainda fresquinho.

Orlando Bloom, com um fato de banho a mais
___

E por hoje é isto. Coisas do tempo de verão.



__________

E já sabem: se quiserem saber o estúpido que é ser-se machista e o que a pobre da Hillary tem penado à conta disso, queiram, por favor, descer.

___

5 comentários:

Abraham Chevrollet disse...

Na Bíblia,no início do Livro do Gênesis,4º versículo,lê-se que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança... Deus obsceno? Mau,mau...

Um Jeito Manso disse...

Olá Abraham (não escrevo o apelido porque aquele duplo l não me soa bem),

Convenhamos que Deus não se esmerou muito. O produto que lhe saíu atesta que o processo produtivo ainda não estava bem afinado. Não saem dois iguais e grande parte vem com defeito. Por isso, nada de conclusões precipitadas, Abraham. Não concluo que o Criador era obsceno. Concluo é que não conseguiria um certificado de qualidade para o processo produtivo.

Uma boa noite para si, Leitor da Bíblia.

Abraham Chévre au Lait disse...

Se eu não defendo os atributos que o Criador,infinitamente sábio,etc.,etc.,etc.,me modelou (?), quem o fará?

Um Jeito Manso disse...

Olá Abraham,

Confirme, sff: Chèvre por parte da mãe e Du Lait por parte do pai?

E repare como o seu modelador o deixou ainda com tanta imperfeiçaozita... Antes era o Chevrolet que escrevia com dois l's. Agora é o acento da cabra que lhe saíu despenteado (grave e não agudo, Sr. Abraham...!)

Um bom dia para si!

Anna Rebelo disse...

Ahah... valeu JM.
Boa noite para nós.