Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sábado, fevereiro 13, 2016

#OsCartazesdoLáparo
[Post nº 3]


Este cartaz, ó Coelho, também é para ti. Parece que é para o Relvas mas olha que não, o Relvas é apenas o espertalhaço que se safa bem, haja o que houver (até que um dia os ventos mudem, tipo o Veiga, não sei se estás a topar). Por isso, ó Coelho, tu que és tão bom e que andas por aí a dar tantas lições ao pessoal, conta lá devagarinho aquilo do banco Efisa. Conta lá devagarinho como é que, no fim, o teu criador se tornou banqueiro. Conta lá para a gente também se rir.


Olha, e já agora, um peanut: conta lá qual foi a lógica de dares aumentos de 150% a uns tais gestores públicos. Conta lá, ó Coelho.



NB

Olha lá, ó Coelho, e já agora conta lá o que é que para ti é a social-democracia. Não é por nada, é só para a gente perceber qual é a tua agora que dizes que gostas dela. É que a gente nunca deu por isso. Às tantas pensas que social-democracia é uma coisa tipo doce regional ou coisa do género (é que, não sei se estás a ver, quatro anos a aturar-te deu para a gente ver que tu és mais bolos)

___

E queiram, por favor, seguir para o segundo dos #OsCartazesdoLáparo, já aqui abaixo.

..

Sem comentários: