Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, julho 23, 2015

Como curar um desgosto de amor?


Confesso que não é tema no qual esteja muito à vontade mas leio a notícia abaixo e acho que, a ter eu que dar conselhos sobre o tema, os que aqui vejo seriam os que eu recomendaria.




Quem por aqui me acompanha lembrar-se-á de eu já ter contado que numa vez em que tive um desentendimento com um namorado, em vez de dar o braço a torcer, deu-me para pôr em prática a velha máxima do 'rei morto, rei posto' ou, 'se tenho a fama, então vou ter o proveito' (já que o meu namorado tinha uma ciumeira pegada -- e infundada -- em relação ao que viria a ser o seu sucessor) e, quando dei por mim, involuntariamente estava já a namorar com o outro. E festas e passeios e praia e, no meio de tamanha agitação, o desgosto, que não era bem desgosto, quase não tinha espaço para existir.

Mas eu não sou exemplo para ninguém pelo que passo a transcrever (na íntegra, dada a relevância do tema), do Observador, Como consertar um coração partido?:


Não existe nenhum truque de magia para que um coração partido se recomponha da noite para o dia. E, regra geral, todos os conselhos dados nessas alturas são difíceis de pôr em prática. Mas como chorar pelos cantos ainda não é receita de sucesso, o melhor, ao que parece, é fazer exercício.

O conselho é dado por celebridades, gurus de ioga e até pelo Royal College of Psychiatrists, que defendem que a prática de exercício físico tem o condão de reduzir os sentimentos de tristeza e de raiva, para além de ajudar a dormir, melhorar o humor e a auto-estima, mesmo quando o sentimento de rejeição parece mais forte do que tudo. Ou seja, as endorfinas libertadas durante a atividade física são o medicamento dado pela natureza para o alívio da dor.

A quantidade de exercício recomendado pela Mental Health Foundation (que não se aplica necessariamente a situações de coração partido) é de 30 minutos, cinco vezes por semana. No entanto, com menos tempo também sentirá benefícios. No caso de achar que o seu ex-parceiro não merece nem uma gota do seu suor, o The Guardian sugere outros conselhos que pode seguir:

Parar de visitar a página do seu ex-parceiro no Facebook de cinco em cinco minutos. Um estudo feito com 464 voluntários, maioritariamente estudantes (80% mulheres), concluiu que as pessoas que não conseguem parar de visitar a página de Facebook do “ex” levam mais tempo a recuperar emocionalmente e não conseguem seguir em frente tão facilmente. O melhor que tem a fazer para esquecer um amor que não correu bem é não ter qualquer contacto com ele.

Falar sobre o seu coração partido pode ajudá-lo. Um estudo feito com 210 jovens adultos que tinham passado por uma separação recentemente, descobriu que aqueles que completaram tarefas que obrigavam a que refletissem sobre a sua relação — incluindo falar para um gravador quatro vezes ao longo de nove semanas — recuperaram melhor do que aqueles que só preencheram questionários e não fizeram nenhuma outra atividade. 

Grace Larson, a autora do estudo publicado na Social Psychology and Personality Science, diz que voltar a pensar em si próprio ajuda bastante. Por isso mesmo o seu estudo procurava fazer com que as pessoas refletissem no que tinham negligenciado em si mesmas durante a relação.

Começar a sair com uma pessoa só para evitar a dor causada pelo fim do relacionamento anterior é, tradicionalmente, considerada uma má opção, uma vez que a pessoa pode procurar um parceiro semelhante, repetir velhos hábitos ou acabar por magoar a pessoa que não tem culpa de nada. 

Mas estudos mostram que começar uma nova relação rapidamente pode ser bom para a auto-estima e pode ajudar a esquecer o ex-parceiro.


Se este conselho e o do exercício lhe parecem os melhores, o ideal mesmo é conhecer alguém no ginásio.


....

As fotografias foram publicadas na Vogue (a última é de Mario Testino). How Can You Mend A Broken Heart  é interpretado por Diana Krall

.....

1 comentário:

Rosa Pinto disse...

Boa tarde, UJM.
Depois de um estudo (dos bons) aprofundado sobre reconquista, aqui fica ...

Escrever o nome do seu amor na sola do pé – É uma das simpatias mais populares para trazer o seu amor de volta. Dizem que a pessoa amada volta para você em até 24 horas. Funciona assim: Você escreve, na sola do seu pé esquerdo, o nome da pessoa amada. Logo depois, bata a sola do pé no chão e repita três vezes: “Debaixo do meu pé esquerdo, eu te prendo, eu te amarro e te mantenho pelo poder das 13 almas benditas. Que você (fale o nome de seu amor), volte para mim em até 24 horas, e venha dizendo que me ama e que quer ficar comigo para sempre. Enquanto não vier até mim, você não vai comer, nem dormir e também não vai ter vontade de ficar com outra mulher que não seja eu. Que assim seja e assim será”.