Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, março 12, 2015

Um alfabeto límpido onde existe um sentido diferente que se escuta como se fosse apenas o silêncio


Este é o quarto post desta noite. Abaixo poderão conhecer a fantástica história do Candidato Aniceto Silva e, nos dois ainda mais abaixo, o palco é dado à matemática: a matemática e o amor e a matemática e o humor.

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, ao som de Lili Marlene, a palavra a Fernando Guimarães.





Vamos ao seu encontro para serem
também conhecimento, uma verdade
tão súbita que sempre há-de ficar
num tempo inexistente onde comece

a suspeita que junto aos nossos lábios
se dissipa depois, porque chegava
vindo de longe aquilo que se torna
apenas no segredo pressentido

em vozes mais antigas que se afastam
de tudo para ser este o rumor
inicial que nós descobriremos

num alfabeto límpido onde existe
um sentido diferente que se escuta
como se fosse apenas o silêncio


[Etimologias de Fernando Guimarães in 'Os caminhos habitados',
grande prémio Teixeira de Pascoaes 2013]



Num caminho cheio de mistérios e palavras por descobrir, aos poucos vamos tecendo laços, inventamos sonhos e eu, em segredo, digo-te que parece que sempre esperei por ti.

.....

A belíssima fotografia é de Mark Mervai

.....

Relembro que mais abaixo há três outros novos posts e são para todos os gostos e paladares: humor, política, poesia, matemática.

.....

Muito gostaria ainda que me visitassem no Ginjal onde tenho um maravilhoso Lilac Wine para acompanhar as palavras que António Ramos Rosa escreveu para aquela que tanto amou.

.....

Desejo-vos, meus Caros Leitores, uma quinta-feira muito feliz.

..

Sem comentários: