Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

sexta-feira, setembro 26, 2014

Coisas tão deliciosamente estúpidas que me fazem rir de gosto (e uma sugestão a Passos Coelho e aos senhores da Tecnoforma para as respectivas performances desta sexta feira)



Enquanto a Rainha estava de férias, este verão, um jovem guarda de Buckingham Palace, em vez de fazer os passos certos, iguais e inexpressivos, como uma figurinha num relógio suiço, pôs-se a fazer passos malucos, reviravoltas, passos em câmara lenta. Uma graça! O que eu já me fartei de rir. Eu, se fosse à Rainha, não queria outra coisa, punha-me até de janela a vê-lo e mandava-o dar aulas a todos os outros.




Mas, apesar da fleuma britânica, o caso já está a ser averiguado e o rapaz é bem capaz de ser afastado da tarefa que desempenhava de forma tão briosa.



Buckingham Palace pirouetting guard shows off his funky dance moves







Fez-me logo lembrar aqueles doidos por quem nutro amor eterno, os Monty Python. Há um episódio com um ministro dos passos malucos que deve ter inspirado o jovem guarda. Uma coisa mesmo doida varrida - e o que eu gosto de coisas assim!

Recomendaria, até, que esta sexta-feira o Passos Coelho aparecesse na Assembleia da República para o debate mensal a andar assim, levantando a perna, fazendo freeze, agachando-se, rodopiando. E teria ainda mais graça se os senhores da Tecnoforma - que esta sexta feira vão dar uma conferência de imprensa para tentarem limpar a barra de Pedro, o angariador de negócios - aparecessem a fazer o mesmo número, cada um a fazer mais habilidades que o outro, mostrando que tinham estado a combinar tudo muito bem combinadinho com o Passos.




Monty Python: Ministry of Silly Walks







....

Sem comentários: