Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, abril 06, 2014

O que eu me fartava de rir se o Cavaco, quando nos virmos livres dele em Belém, também se tornasse pintor. Às tantas, podíamos ir já mandando Sua Excelência para os EUA para ir fazendo um workshop com o George W. Bush, essa inteligente e dotada criatura. (Aquele Bush nunca atinou. Ele é retratos da Merkel, do Putin, dessa malta toda. Mas ou aquilo são caricaturas ou ele pinta quando está com os copos]


Depois de, no post abaixo, ter deixado um delicioso excerto relativo aos piu-pius do Maçanetas, aqui, agora, falo de outro cromo.

Ainda no Público, vejo que o totó do Bush, já não podendo andar a invadir países e a brincar aos cowboys, lhe deu para ser pintor. E que jeitinho ele tem.

Transcrevo o início do artigo:


O antigo Presidente norte-americano George W. Bush dedicou-se à pintura depois de sair da Casa Branca, com tendência para o retrato. 





Na sua última exposição, revela 24 retratos de líderes mundiais com os quais conviveu, entre os quais os ex-Presidentes franceses Nicolas Sarkozy e Jacques Chirac; a chanceler alemã, Angela Merkel; e Vladimir Putin – a quem após o primeiro encontro disse ter olhado profundamente nos olhos e ter visto a sua alma.



A exposição foi inaugurada na sexta-feira na sua biblioteca presidencial, em Dallas, no Texas, e estará patente até 3 de Junho.



Por isso, meus Caros Leitores, se forem de visita a Dallas, Texas, e se forem malucos, primos do Maçães ou simplesmente apreciadores de coisas meio parvas, não deixem de ir visitar a exposição do amigo do cherne. Deve ser divertida.

*

2 comentários:

lino disse...

Faltou-lhe o criadito dos Açores, o zé manel cherne!
Beijinho

Um Jeito Manso disse...

Olá Lino,

Imagine se o Zé Cherne fica pendurado depois de sair de Bruxelas e se desata também a ser pintor... Havia de ter graça. O cherne a pintar cachorros, cavacos, marcelos...

Um beijinho.