Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

domingo, março 23, 2014

Moda Primavera-Verão 2014. Chanel, claro


Eu sei, meus Caros, que os tempos não estão para loucuras mas, se não podemos ser loucos de verdade, o que nos impede de imaginar, de contemplar a loucura alheia? E... qual loucura...? Não, não é loucura, é beleza, é arte.

Não dá para usar todos os dias? Paciência. Não chegamos lá? Paciência.

Mas ver não faz mal. Tirar ideias também não. 

Gosto de (ver) Chanel, que hei-de eu fazer? 

Aqui há tempos, ia a um casamento em Seteais, uma coisa muito especial de corrida, e então, estando de férias em Madrid, fui ali ao bairro dos artistas, para as bandas da Serrano, escolher um modelito. Queria uma coisa pouco convencional e lá a oferta é múltipla, é a zona dos costureiros.

Fui a um deles, uma conhecida casa francesa, e experimentei um vestido em lilás claro, um modelo bem à maneira. Mas estava um bocado justo (ou seria largo?, já não me lembro bem). O costureiro que estava a ocupar-se de mim, escolheu-me uns sapatos em verde água, uma capa também em verde água, a ligação ficava perfeita. Mas o que eu gostei mais é que ele era bicha, completamente bicha, e todo ele me ajeitava, me puxava o vestido (que era cai-cai e quase caía), punha alfinetes, aconselhava-me a pôr a capa de uma certa maneira, sugeria um penteado que valorizaria o conjunto. Uma maravilha. Se me saísse o euromilhões, não me importava nada de ter um conselheiro de moda assim, muito bicha, com muita paciência para me pôr toda fashion. Acabei por não trazer, precisava mesmo de uns ajustes e eu não podia lá ficar o tempo suficiente para que fizessem os arranjos.

Mais à frente descobri o modelo que acabei por trazer, uma toilette linda, em azul alfazema e preto, um tecido sumptuoso, elegantésimo. Qualquer mulher ficaria bem lá dentro e a vantagem é que é suficientemente versátil para poder ser usado em situações com algum requinte mas que não precisam forçosamente de ser uma festa especial.

Bem, mas vou deixar-me de conversas e vou deixar-vos com a moda para a saison em que acabámos de entrar. Karl Lagerfeld, o Mestre, o Mago, acompanha a preparação do desfile Chanel.

Ah, as pedrarias, a delicadeza das cores, a estrutura perfeitas dos cortes.... Lindo, lindo.




O show CHANEL Spring-Summer 2014 Haute Couture teve lugar no final de Janeiro no Grand Palais, Paris.


A música chama-se Coco e é de Sébastien Tellier, em versão tango.


Sem comentários: