Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

segunda-feira, março 03, 2014

Enquanto na televisão ouço falar de futebol, casos do futebol, tricas do futebol, e o Pinto da Costa e o Jorge Jesus e mais não sei o quê, faço meu o protesto de todos quantos se indignam: não é que a gente não goste de futebol mas, caramba, não há coisas mais importantes? Nomeadamente, não há necessidades mais básicas por satisfazer antes de se movimentar tanto milhão em volta do espectáculo da bola? [E isto é verdade no Brasil ou por cá (não apenas o negócio usual como, se nos lembrarmos, a euforia orgástica de tanto estádio de futebol). Caraças!]. A palavra a Carla Dauden.


No post a seguir a este transcrevo artigos de Paulo Baldaia e de Pedro Marques Lopes (ambos, se não estou em erro, da área do PSD antes do estado de deliquescência ética a que o PSD chegou). São artigos fortes e que, de certa forma, se complementam. Talvez o segundo seja a chave para compreender como foi possível termos chegado ao ponto de que o primeiro artigo fala.

Mas isso é mais abaixo. Aqui, agora, a conversa é outra. Futebol. A Copa. E, vendo bem, não apenas a Copa.

*


Os brasileiros andam arreliados com os milhões gastos na preparação do Campeonato do Mundo de Futebol quando há tanta gente sem acesso aos cuidados mais básicos que deveriam estar disponíveis para o seu humano: boa saúde, boa educação, segurança e, claro, igualdade de oportunidades.

Depois dos protestos de há uns tempos no Brasil, as coisas parecem ter amainado mas o descontentamento mantém-se pois, volta e meia, as televisões dão breves apontamentos de um ou outro episódio de contestação - mas não há dúvida que a sargentona Dilma tomou o assunto em mãos e qualquer contestação é logo contida.

Já no outro dia um leitor me tinha enviado o vídeo que hoje aqui divulgo e hoje um outro mo enviou.

Carla Dauden é uma jovem brasileira que vive nos EUA e que é muito explícita no que diz. É difícil ficarmos indiferentes às suas vibrantes palavras através das quais explica, em inglês: 'Why I'm not going to the world cup'. O vídeo foi colocado no YouTube no verão do ano passado e, desde então, tornou-se viral. E muito justamente. 




Quando tantas vezes o que se torna viral são vídeos com quedas encenadas, gente parva a fazer parvoíces? Ao menos que se tornem virais palavras lúcidas de jovens que ainda acham que vale a pena lutar. Tomáramos nós que, em Portugal, os jovens fizessem o mesmo (em vez de andarem entretidos com praxes, copos, porcarias).




**

Relembro: para se ver como em Portugal o Governo de Passos Coelho trata (com os pés!) questões de inclusão, é favor descer até ao post seguinte, onde Paulo Baldaia e Pedro Marques Lopes assinam os dois excelentes artigos de que acima falei e que são particularmente oportunos e complementares.

**

4 comentários:

Anónimo disse...

Esta coisa do Futebol já mete nojo a um cão tinhoso! As TVs não falam de outra coisa, há debates e debates sobre essa merda (desculpe-me o termo) a toda a hora, o povilhéu lá vai ver, armado em adepto (noutros desportos quem lá vai é “espectador”, não é "adepto", comporta-se de forma civilizada, não precisa de polícias para os vigiar, etc) e entretanto, os facínoras que nos governam, aproveitam-se e bem (feito) destas imbecis criaturas, da sua dependência dos futebóis, dos programas da treta das TVs, etc para depois lhes cortarem direitos, salários, subsídios, etc. Um povo que aceita tudo isto pacificamente, com raras excepções em determinadas ocasiões, que mais facilmente anda à pancada com adeptos de outro clube, mas é incapaz de derrubar um govermo miserável como o actual, é um povo patético.
P.Rufino

Bob Marley disse...

https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSYaVD0O3BFv3WfM4rTPitML_Lyj4HWM5vU_YsrYncusiKt8-6LkQ

Cavaco Cavaquices disse...

Agarro no Markovic e zás! enfio-o no Passos Coelho, agarro no Gaitan e zás! enfio-o no Miguel Relvas, agarro no Salvio e zás! enfio-o no Paulo Portas, agarro no Enzo Perez e zás! enfio-o no Cavaco e no Duarte Lima e no Dias Loureiro que ele é homem que dá para todos!

http://m.youtube.com/watch?v=_Adp77ivpT8 (6:28 e 9:35)

Ricardo Guedes disse...

Penso que a imagem da criança, com a frase "Nós não precisamos de copa do mundo", por si só, é elucidativa. As prioridades no Brasil deveriam ser revistas com urgência...