Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

Actualidade, livros, árvores, amores, ficções, memórias, maluquices, provocações, desatinos, brinca

quinta-feira, março 13, 2014

Contra Passos Coelho e Cavaco Silva, contra o José Gomes Ferreira e João Vieira Pereira e muitos outros da mesma envergadura moral e intelectual que por aí andam como galinhas sem cabeça a pregarem contra a gente de cabeça erguida que subscreveu o Manifesto a favor da Reestruturação da Dívida, eu, não podendo abrir-lhes a cabeça e colocar-lhes lá dentro um número suficiente de neurónios em bom estado, retiro-me para um certo jardim secreto (Château de Versailles) ou, então, para a uma bela aldeia barroca (Erice) para ver se me ocorre alguma ideia.


No post abaixo, já perguntei ao Cavaco, o Rei das Cagarras, se vai dar ordem de marcha a Bagão Félix por ter assinado o Manifesto de Reestruturação da Dívida; e, para quem o não leu e deseja formular uma opinião na primeira pessoa, transcrevi o texto integral. Um belo texto, escrito por gente que sabe pensar e escrever.

Mas isso é a seguir. Aqui, agora, a conversa é outra.

*

Tive um dia daqueles verdadeiramente malucos. Não dá para descrever. Quem vive fora do mundo das empresas e não sabe o que passam as pobres almas que tentam que estas se mantenham à tona de água, teria dificuldade em perceber estas maratonas de muitas horas, os ânimos acalorados, o que é preciso calar para não estragar ainda mais, enfim, a dureza que se vive entre quatro paredes neste mundo cão da economia real. Quaisquer palavras indevidas, qualquer má decisão pode implicar centenas de milhares ou milhões de euros. 

Vinda directamente de uma destas reuniões, cheguei a casa por volta das 10 da noite. Cansada. O meu marido perguntou como tinha corrido e eu encolhi os ombros. Ele quis saber mais - mas pouco consegui articular. Cansada, cansada. Amanhã já estarei capaz de falar com fluência. Agora não. Quanto muito escrever.

E, se já cumpri o meu serviço cívico no post abaixo, agora apetece-me mergulhar num outro mundo. Um mundo inexistente, irreal, leve, belo.

Venham comigo.

Dispam as vossas preocupações, respirem fundo, imaginem que se descalçam, que cheira a erva fresca, que a vida é simples, que toda a gente sorri com afabilidade. 
(Por favor não chamem a minha atenção, não me digam que isso não há. Há. Nem que seja apenas na minha imaginação.)
Ou que vivemos num bosque rodeados de beautiful people, gente com roupas inacreditáveis, um bosque envolto numa neblina perfumada.

Ou então que nos retiramos para uma aldeia em que há festa na rua, onde há sedução no ar, onde a temperatura do ar faz subir a temperatura dos corpos.


Sem rebuços ou tabus.

Liberdade e amor à vida.

Vamos?


Secret Garden - Versailles

Dior


The Château de Versailles, emblem of Dior's tradition, hosts a new tale which brings to life the Dior Fall 2013 collection.

The chateau and its park abound with well-kept secrets. The heart of the royal land conceals an extraordinary world of poetry and color: in the depth of its mysterious woods a secret garden blooms out of sight, inhabited by flower-women. From the Grand Trianon to the enchanted forest, Versailles becomes the picturesque backdrop of a dreamlike tale.


Pour femme & pour homme


Dolce & Gabanna


In the campaign that launches the Dolce&Gabbana classic fragrances Pour Femme and Pour Homme, Mario Testino sets a scene of fairytale romance, as the backdrop for a tale of love and transgression, like a gem of ancient storytelling. Starring Laetitia Casta and Noah Mills, and set to the strains of "Città Vuota" by Mina. 

Shot on location in Sicily in the magnificent baroque village of Erice and the beach of La Riserva Naturale dello Zingaro.

***

Relembro: Sobre coisas e pessoas mais prosaicas é favor descer até ao post seguinte.

1 comentário:

Bob Marley disse...

ESTES VÍDEOS DESIDRATAM UM GAJO - https://www.youtube.com/watch?v=rGhrgesWqXE#t=179